Oficinas | Inscrições

Os Poetas de Tróia

Por Carlito de Azevedo

No filme "Nossa música", de Jean Luc Godard, o poeta Mahmoud Darwish diz que hoje só se pode ser o poeta de Tróia. O poeta de quem perdeu a guerra. Não mais o poeta grego cantando a vitória sobre um povo derrotado. A oficina "Os poetas de Tróia"pretende então, partir da leitura de poemas que se instauram como zonas de conflito, como os do polonês Zbigniew Herbert, dos russos Maiakóvski e Anna Akhmátova, alemães como Brecht e Celan, e mais Rosmarie Waldrop, Anne Carson, Beckett, Aimé Césaire, Jack Spicer, Diane di Prima  etc, instigar a criação de experimentações poéticas sobre o tempo presente, de conflito, de derrota, mas de extraordinária potência.

Local: Teatro Novelas Curitibanas
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1222 – São Francisco
Data e Hora: dia 19 de maio das 14h30 às 17h30
Vagas esgotadas

Formas da Poesia Política Brasileira nos séculos 19 e 20

Por Paulo Bearzoti Filho

A Oficina propõe a leitura e o debate sobre poemas e poetas representativos da poesia política brasileira nos séculos 19 e 20. A ironia, a recriação de fatos históricos, a alienação no sistema capitalista, a denúncia da ditadura e a defesa da democracia, o povo como agente transformador positivo, a luta racial e a denúncia da escravidão – formas e desafios da poesia política analisados com base em poemas de Luís Gama, Cruz e Sousa, Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meireles e Ferreira Gullar. Além da leitura e do debate, a oficina vai propor a criação de textos poéticos com base nas perspectivas e abordagens trabalhadas. Paulo Bearzoti Filho é poeta e professor de Língua Portuguesa, autor de Formação linguística do Brasil (Ed. Positivo) e de Fator X (LF Editora, Coleção Mímesis).

Local: Teatro Novelas Curitibanas
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1222 – São Francisco
Data e Hora: dia 19 de maio das 14h30 às 17h30
Inscrição Gratuita

Faça a sua inscrição aqui

Como construir o poema político

Por Anelito de Oliveira

A oficina tem como objetivo principal estimular a construção de texto lírico, que tem no Sujeito seu estímulo fundamental, interessado na problemática política em geral, latinoamericana e brasileira, em particular. O trabalho se dividirá em três momentos: conceitual, analítico e prático. No primeiro momento, será apresentado o conceito de "poema político"; no segundo, serão analisados exemplos diversos de poema  político; e no terceiro os participantes construirão poemas políticos sobre o Golpe em curso no país. A motivação básica desse processo é a situação política atual no Brasil. O referencial teórico-metodológico procede de Adorno (Dialética negativa), Bourdieu (Razões práticas), Rancière (O desentendimento) e Arendt (Compreender). O corpus de referência de análise contém Cruz e Sousa ("Litania dos pobres"), Mário de Andrade ("Ode ao burguês"), Drummond ("Nosso tempo"), Gullar ("Dentro da noite veloz") e Affonso Ávila ("Código nacional de trânsito").

Local: Teatro Novelas Curitibanas
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1222 – São Francisco
Data e Hora: 20 de Maio das 14h30 às 17h30
Inscrição Gratuita

Faça a sua inscrição aqui

A Poesia Feminina Contemporânea Brasileira

Por Edra Moraes

A oficina tem como objetivo analisar a percepção do eu lírico feminino de algumas das mais significativas poetas que estão atuando no Brasil atualmente e propõe analisar a probabilidade desse eu lírico ter ou não uma estética diferenciada.

Local: Teatro Novelas Curitibanas
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1222 – São Francisco
Data e Hora: 20 de Maio das 14h30 às 17h30
Inscrição Gratuita

Faça a sua inscrição aqui